Gente rica, bonita, sem preconceitos - as maiores mentiras dos sites de relacionamento

 

clip_image001

Ela é rica, alta, linda, sem preconceitos e GOSTOU DE VOCÊ. Só resta torcer, amigo, para que essa descrição não seja mais uma das mentiras que as pessoas contam online, principalmente em sites de relacionamentos.

Alguns traços de comportamento interessantes quando se fala em conhecer um amor pela internet:

Os especialistas selecionaram os quatro temas que costumam sofrer distorções quando apresentados em perfis nessa rede social.

- Altura: em seus perfis virtuais, as pessoas geralmente dizem que são mais altas do que realmente são. Mulheres de 1,63m recebem mais mensagens não solicitadas do que mulheres de 1,80 (que, talvez, sejam mais intimidadoras).

- Dinheiro: a renda real tende a ser 20% inferior àquela informada ao lado da atraente foto do avatar.

- Fotos: as "fotos recentes" podem não ser tão recentes assim. Segundo o relatório, a média de idade das fotos postadas na rede social é de cerca de 3 meses (92 dias). Uma dica é você abrir a foto no Photoshop, ou programa semelhante, e analisar os "metadados" - eles podem indicar, entre outras coisas, quando a foto foi tirada.

- Liberdade sexual: 80% dos que se dizem "bissexuais" só estão interessados, de fato, em um dos sexos. A bissexualidade pode servir como rótulo usado por heterossexuais para parecerem mais "aventureiros" aos olhos de um possível parceiro.

Medo da realidade? Abstração pessoal e insegurança ao lutar pela sobrevivência no mundo moderno? Tendência de apego ao virtual enquanto local perfeito em contraposição aos defeitos do mundo real? Podemos até desconfiar dos números, mas é incrível como essa pesquisa abre espaço para teses de sociologia com títulos impactantes.

- Vida no Second Life: a foto que ilustra esse post não é uma piada gratuita com o "metaverso" Second Life, lugar que ficou marcado por reunir "avatares lindos" e pouco realistas. É só uma referência a um dos casos emblemáticos de realidade x ficção nos relacionamentos. Em 2008, Amy Taylor, de 28 anos, pediu divórcio na vida real ao descobrir que seu marido, David Pollard, estava tendo um caso no mundo virtual de Second Life.

Gostou das postagens? Que tal compartilhar? Indique!
Clique acima e compartilhe por e-mail, Twitter, Facebook...