Qual a melhor opção de porta: de correr, de abrir ou pivotante?

Qual o melhor tipo de porta? Na verdade não existe resposta para essa questão, pois não existe um modelo melhor ou pior do que o outro, mas, sim, o mais apropriado para cada uso, com vantagens e desvantagens que devem ser pesadas no momento de optar. Essas vantagens e desvantagens ocorrem em aspectos importantes, como resultado acústico e térmico, durabilidade, segurança, estética e outros.

Porta de abrir foi a escolha da arquiteta Marília Veiga para o projeto desse apartamento

Porta de abrir
A porta de abrir é soberana no mercado. É, sem dúvida, a mais comum de todas, ainda que existam infinitas diferenças de acabamento e padrão. É aquela que utiliza dobradiças, e, em geral, conta com um batente, onde essas dobradiças são fixadas e onde a folha da porta se encaixa. Geralmente, as guarnições (aquelas peças que arrematam o encontro do batente com a parede) também fazem parte do conjunto, mas podem ser evitadas, dependendo do projeto.
A maior vantagem da porta de abrir é a boa vedação, o que garante qualidades térmicas e, principalmente, acústicas muito boas. Também são mais resistentes que alguns outros modelos contra arrombamentos, e, portanto, um pouco mais seguras. A principal desvantagem é o tamanho que ela ocupa na planta, ou seja, o espaço que a folha de abrir “varre” quanto aberta, impossibilitando móveis e espaços muito apertados ao lado delas. A porta de abrir geralmente exige maçaneta ou, se desejarmos apenas um puxador, alguma mola que a mantenha fechada.
Ao comprar uma porta de abrir, sempre verifique se a qualidade da folha e do batente são boas e se a porta não é leve demais (sanduíche de madeira), o que pode acabar dando aparência de qualidade inferior ao seu projeto. As dobradiças também merecem atenção: há uma grande quantidade de marcas no mercado. Procure gastar um pouco mais numa marca tradicional. Sua porta vai durar muito mais e não ficará rangendo no segundo mês de uso.


 

Marco Pinto/UOL

Portas de correr

As portas de correr são as que andam horizontalmente com a utilização de trilhos de alguma natureza. Muito utilizadas em armários, às vezes, as portas de correr são instaladas nas áreas internas de uma residência com bastante sucesso. Elas minimizam o espaço perdido em determinadas situações e têm a versatilidade de poderem ser bastante grandes, permitindo a total comunicação e isolamento entre espaços, tornando-os mais versáteis. Um bom exemplo é o uso de grandes portas de correr em uma cozinha para torná-la integrada à sala ou não, dependendo da necessidade do morador.
Mas a grande vantagem é a pouca perda de espaço. Há muitas possibilidades de ganhos estéticos, também, quando bem pensadas em conjunto com os diversos acabamentos do ambiente. A desvantagem desse tipo de porta está em seu mau desempenho acústico, térmico e de bloqueio de ventos. Instalar uma porta de correr em um banheiro, por exemplo, é algo que se deve ser muito pensado.
Atenção especial para quem quer usar portas de correr: cuidado na especificação dos trilhos. Existe uma grande variedade no mercado e seu uso depende, em geral, do tamanho da porta. Existem trilhos que penduram a porta, outros que estão apenas no chão e, ainda, variações conjuntas destes. Procure um especialista para dizer qual o melhor sistema para sua porta.

Marco Pinto/UOL

Portas pivotantes

Embora existam há muitas décadas, as portas pivotantes passaram a ser utilizadas em maior escala nas residências do Brasil há cerca de 20 anos. O funcionamento da porta pivotante é similar ao da porta de abrir, mas ela não utiliza dobradiça, mas um pino, o pivô, em cima e embaixo da porta, no local mais adequado. O pivô regula o quanto da folha da porta abre para fora enquanto um trecho (usualmente menor) dela gira no sentido contrário.
As vantagens da porta pivotante são: estética interessante, pois a porta pode se aproximar da aparência de um grande “plano”, e economia de espaço, pois parte da porta se projeta para o outro ambiente. No entanto a vedação dessa porta é pior do que a de abrir, se aproximando às desvantagens da porta de correr.
Portas pivotantes devem ter algumas partes de sua estrutura bastante rígidas para não criarem problemas no futuro, por conta de empenamento. Busque um profissional para projetar corretamente sua porta desse tipo.
Todos os modelos descritos são interessantes e têm vantagens e desvantagens. Procure pensar bastante sobre cada ambiente e o conjunto deles antes de escolher. E tenha sempre em mente que os acabamentos são quase infinitos: as portas podem ser de vidro, madeira, metal, com dobradiças simples, pintadas, cromadas, com escotilhas, maçanetas e por aí vai. A graça está justamente em encontrar o modelo que atenda seus problemas e tenha a sua cara.

Gostou das postagens? Que tal compartilhar? Indique!
Clique acima e compartilhe por e-mail, Twitter, Facebook...