Shoppings avançam em direção ao interior

 

clip_image001clip_image003clip_image005

Shopping center deixou, definitivamente, de ser coisa de 'cidade grande'. Em 2011, a maior parte dos novos centros comerciais do País serão construídos em municípios de mais de 150 mil habitantes, no interior do País. Segundo a Associação Brasileira dos Shopping Centers (Abrasce), dos 26 empreendimentos previstos para 2011, somente 10 serão erguidos em capitais.

De acordo com a instituição, os números deste ano marcarão a consolidação de uma tendência que deverá se tornar a regra para este mercado. Depois de um empate em 2010, quando 8 dos novos 16 shoppings do País foram abertos nas capitais, a participação dos grandes centros vai cair para 40% do total de empreendimentos a serem inaugurados este ano.

Nos próximos dois anos, o investimento total em shopping centers será de R$ 13,7 bilhões, sendo que R$ 9 bilhões, ou quase dois terços, serão investidos fora das capitais. E a Abrasce adianta que a balança de negócios deve pender ainda mais para o interior ao longo do tempo. A previsão do presidente da entidade, Luiz Fernando Veiga, é que 85% dos novos shoppings centers do País sejam construídos em cidades do interior dentro de 15 anos.

Segundo Veiga, o principal alvo da expansão do setor serão exatamente essas cidades de mais de 150 mil habitantes. 'Este crescimento é sustentável. Os investidores têm faro, fizeram pesquisas e constaram que o interior cresceu muito e tem excelente potencial de consumo', afirma o presidente da Abrasce.

Entre os fatores que pesam para essa migração de investimentos estão a previsão do crescimento da renda em algumas regiões por causa da expansão do agronegócio e do setor de petróleo, além da possibilidade de exploração de um mercado menos saturado do que o das capitais.

A previsão da entidade para o mercado de shopping centers para 2011 mostra que os três novos empreendimentos previstos para o Estado do Espírito Santo já estarão fora da capital - ficarão nas vizinhas Vila Velha, Cariacica e Serra. Já o município catarinense de Blumenau terá dois novos shoppings até o fim do ano: o Blumenau Norte Shopping e o Shopping Park Europeu.

Proximidade. A Abrasce informa ainda que o shopping com maior área de vendas a ser aberto até o fim deste ano será no município mineiro de Betim; no ano que vem, a maior unidade será inaugurada em Londrina (PR). De acordo com o presidente de Abrasce, a expansão do segmento ajuda na criação de novos polos comerciais regionais. Ele diz que, com mais opções de compras locais, os habitantes de Juiz de Fora (MG) deixaram de ir até o Rio de Janeiro para ir a shoppings, poupando uma viagem de duas horas. 'Agora, eles conseguem encontrar os mesmos produtos na cidade (onde moram)', diz Veiga.

A 'virada' do interior também é percebida nos planos de grandes desenvolvedoras de shopping centers. O Grupo Iguatemi, por exemplo, atualmente planeja seis novas unidades, sendo cinco em cidades do interior. Trata-se de uma mudança de foco, pois mais da metade dos empreendimentos já inaugurados pela companhia está em capitais.

No início desta semana, o Iguatemi anunciou investimentos de R$ 383,6 milhões para erguer um shopping na cidade de Votorantim (SP), bem na divisa com Sorocaba. A primeira fase do empreendimento deve ser concluída em setembro de 2013, com 317 lojas. 'Todos têm a mesma característica: estão próximos de rodovias, com capacidade para captar o público da cidade e do entorno', diz Cristina Betts, vice-presidente de finanças da Iguatemi Empresas de Shoppings. 'Não podemos desconsiderar que as regiões metropolitanas estão cada vez mais integradas.'

A Multiplan também já 'descobriu' o interior, e atualmente investe R$ 500 milhões em dois novos empreendimentos no Estado de São Paulo - nas cidades de Jundiaí e São Caetano do Sul. A unidade de Jundiaí terá 193 lojas e a de São Caetano do Sul, 242. 'Estamos confiantes no potencial do interior', afirma o presidente da Multiplan, José Isaac Peres.

Gostou das postagens? Que tal compartilhar? Indique!
Clique acima e compartilhe por e-mail, Twitter, Facebook...