Fluxo de resgates segue forte e fundos emergentes têm pior semana desde o 4T08

As aplicações via fundos de investimentos seguem migrando dos mercados emergentes para os países desenvolvidos, mostra a EPFR Global. Com um resgate líquido de US$ 5,45 bilhões na última semana, encerrada em 16 de fevereiro, os fundos de ações voltados aos mercados emergentes chegaram ao seu quarto resultado negativo consecutivo, sendo sua pior sequência desde outubro de 2008, informa a consultoria especializada em fundos.

Os temores sobre as questões inflacionárias e os riscos políticos em alguns países continuam dando o tom para a fuga dos investidores desses mercados. Na Ásia, os fundos de ações “Ásia ex-Japão” e da China postaram os maiores resgates líquidos desde o começo de 2008. Já os fundos da América Latina tiveram a quinta semana seguida de saques, com destaque para o Brasil, que relatou a maior saída líquida de capital em oito semanas, mostra a EPFR.

E a retirada de investimentos não se restringe apenas aos fundos de renda variável. Segundo o relatório, os fundos de bonds dos mercados emergentes tiveram a pior semana desde o final do quarto trimestre de 2008, com as tensões políticas na região do norte da África e do Oriente Médio dificultando a captação desses países, tendo em vista as incertezas dos investidores sobre como será o futuro dessas economias.

Tudo azul para os desenvolvidos

Por outro lado, os fundos voltados aos países desenvolvidos seguem colecionando fortes resultados de captação. De acordo com a EPFR, o período entre os dias 10 e 16 de fevereiro marcou a maior entrada líquida de capital nos fundos de ações desses países em 30 meses.

“Pela primeira vez desde 2007, os investidores estão enxergando mais oportunidades no mercado acionário dos países desenvolvidos do que nos emergentes”, argumenta Brad Durham, diretor da EPFR Global. Para ele, a fraca performance dos mercados desenvolvidos em 2010 tornou os valuations locais mais atrativos. Em cima disso, as melhores perspectivas acerca da recuperação das economias de Estados Unidos, Europa e Japão ajudam a sustentar essa tendência.

Os números recentes comprovam essa melhor percepção dos investidores. No acumulado do ano até o dia 16, os quatro principais grupos de fundos de ações dos países desenvolvidos (EUA, Europa, Japão e Globais) tiveram uma entrada de capitais superior à saída em US$ 47 bilhões. No mesmo período em 2009 e 2010, os saldos haviam sido deficitários em US$ 28 bilhões e US$ 17 bilhões, respectivamente. 

Na última semana, eles chegaram à sétima captação líquida seguida. Destaque para os fundos de ações japoneses, que tiveram a maior entrada semanal de capital em quase quatro anos, enquanto as aplicações voltadas à bolsa norte-americana alcançaram o maior resultado em nove semanas. Os fundos europeus, por sua vez, tiveram a captação líquida mais forte das últimas 41 semanas, mostra a EPFR.

Na renda fixa, high yield continuam se destacando

Apesar dessa melhor percepção dos investidores em relação aos mercados desenvolvidos, os fundos de renda fixa continuam tendo resultados mais modestos – a indústria global de fundos de bonds teve uma captação líquida de US$ 1,16 bilhão na semana encerrada dia 16, diante de uma entrada líquida de US$ 8,39 bilhões nos fundos de ações, mostra a EPFR. 

Além do fraco resultado de captação dos emergentes, os fundos de bonds europeus também tiveram uma semana negativa em termos de fluxo de capital, novamente pressionados pelas incertezas em torno da dívida irlandesa e portuguesa. Por outro lado, os fundos de bonds norte-americanos e os fundos balanceados – que investem tanto na renda fixa quanto na variável – conseguiram saldos superavitários de captação no período.

O destaque, no entanto, ficou com os fundos de bonds “High Yields”, que investem em títulos de dívida de curto prazo. Entre os dias 10 e 16 de fevereiro, eles totalizara uma entrada líquida de US$ 3,73 bilhões em investimentos, ressalta a EPFR.

Gostou das postagens? Que tal compartilhar? Indique!
Clique acima e compartilhe por e-mail, Twitter, Facebook...