Fraude entre fornecedores do site Alibaba derruba diretores

Mais de 2 mil fornecedores ofereciam grandes quantidades de eletrônicos a preços muito atraentes

A Alibaba.com, maior empresa de comércio eletrônico da China, anunciou nesta segunda-feira o afastamento de dois de seus principais executivos, após ter sido identificado um esquema de fraude envolvendo mais de 2 mil fornecedores.

 image

David Wei é um dos diretores afastados após fraude envolvendo mais de 2 mil fornecedores do site chinês

Em comunicado, a empresa informa que o diretor-executivo, David Wei, e o diretor operacional, Elvis Lee, não estavam diretamente envolvidos nas fraudes, mas assumem a responsabilidade pelo “colapso sistêmico na cultura de integridade da companhia".

Entre 2009 e 2010, a diretoria da empresa identificou um aumento no número de casos de fraudes entre os fornecedores “gold” – justamente os que eram submetidos a análises mais rigorosas e eram classificados pelo Alibaba como confiáveis.

Dentre esse grupo seleto, 2.326 fornecedores – sendo 1.219 em 2009 e 1.107 no ano passado – praticaram alguma fraude contra compradores do site. Segundo a empresa, o número responde por aproximadamente 1% do total de fornecedores “gold”.

A empresa não dá muitos detalhes sobre como as fraudes ocorriam. Em nota, informa que, em geral, os fornecedores ofereciam “produtos eletrônicos de grande demanda a preços muito atrativos, com uma quantidade mínima de pedidos muito pequena e métodos de pagamentos menos confiáveis”. Em média, o valor médio de cada fraude foi inferior a US$ 1.200.

"Nossa empresa encerrou todas as lojas [virtuais] destes fornecedores", declarou o Alibaba.com ressaltando que tomará medidas contra outros fornecedores de alto risco com base em seu modelo de detecção de fraudes.

Além dos dois diretores, o Alibaba.com informa que demitiu 100 representantes comerciais que estariam ligados ao esquema. O quadro total de funcionários da empresa é de aproximadamente 5 mil pessoas.

A direção do Alibaba.com ficará a cargo de Jonathan Lu, que comanda o site Taobao.com, pertencente à Tao Bao Holding Limited, empresa associada ao Alibaba Group. Lu, de 41 anos, também acumula o cargo de vice-presidente executivo do grupo.

Por conta das mudanças, o conselho do Alibaba.com foi reduzido a 11 diretores. As ações do Alibaba.com negociadas em Hong Kong tiveram uma queda de 3,47% nesta segunda-feira.

Gostou das postagens? Que tal compartilhar? Indique!
Clique acima e compartilhe por e-mail, Twitter, Facebook...