Que tipo de trainee você quer: técnico ou gestor?

Empresas oferecem programas para formar executivos ou especialistas. Cada um pode dar um rumo diferente para sua carreira

O recém-formado que procura uma oportunidade de trainee tem pelo menos dois caminhos bem definidos para iniciar sua carreira. O mais comum é se inscrever em um programa voltado a formar futuros gestores das empresas. Em muitos casos, são ofertas oferecidas a quem concluiu qualquer curso universitário e costumam ser também as mais concorridas. Outra opção cada vez mais presente em grandes companhias é o trainee técnico, com a principal orientação de aprimorar a formação do profissional recém formado para atuar em um setor específico da empresa. Claro que esse trainee também pode chegar a cargos executivos, mas não é esse o objetivo principal desse treinamento. Verificamos em grandes companhias como são esses dois tipos de trainee. Vale a pena observar a diferença entre eles para que você, ao fazer sua inscrição, saiba melhor para onde está direcionando sua carreira. Veja também as dicas de trainees que trabalham em grandes empresas e conheça melhor a carreira de administração, a mais comum nas oportunidades oferecidas.

Votorantim oferece um programa de trainee voltado para engenheiros, além de sua opção para gestores da companhia

O técnico e o gestor – Tanto os programas de gestão como os técnicos visam treinar profissionais para ocuparem os cargos mais altos das empresas. O que diferencia um do outro é o caminho que os participantes vão seguir após a conclusão do programa para chegarem aos postos executivos, como gerência e diretoria. Quem faz um trainee de gestão já é treinado para ser um líder corporativo. “Os recém-formados que participam desses programas são preparados para tomar decisões estratégicas e ao final do programa é esperado que estejam aptos para assumir cargos de liderança”, diz Marcela Aidar, coordenadora de recursos humanos da empresa de logística ALL. Já as opções técnicas são similares a especializações no setor de atuação, como petrolífero ou ferroviário, por exemplo. Também servem para treinar o profissional quanto à forma de trabalhar e os procedimentos daquela empresa. Quem opta por este último tipo de trainee costuma demorar mais para chegar a postos de comando, diz Roberto Costa, sócio da Clave Consultoria, que faz recrutamento para empresas como Gerdau, Oi e Vale. Segundo, ele é bom saber essa diferença já na hora de se inscrever para não se frustrar depois.

Construtoras buscam a capacitação técnica – Um dos setores que mais oferecem os trainees técnicos é o de construção civil. Um exemplo é a MRV Engenharia, a maior do país em oferta de imóveis populares. Desde 2007, o programa de trainee da empresa é voltado apenas para formados em engenharia civil e de produção. A diretora de administração da companhia, Junia Galvão, diz que o objetivo é qualificar o recém formado técnico para lidar com as demais demandas de trabalho, como gestão de pessoas, trato com prestadores de serviço, de suprimentos e equipamentos, tudo com foco na atuação do profissional no canteiro de obra. “Queremos um engenheiro gestor de seu dia-a-dia”, diz a diretora.

Trainees da Ambev são preparados para assumirem postos executivos da empresa

Foco na formação de líderes – Grande parte das empresas que oferecem programas de trainee quer mesmo é formar futuros executivos. Além de engenharia, outras carreiras são as mais presente nos requisitos para essas oportunidades, como administração, economia e marketing. No entanto, é muito comum também que as companhias não façam nenhuma restrição de carreira, aceitando inscrições de todos os recém formados. É o caso da Bosch, multinacional de equipamentos, serviços e bens de consumo. O programa da empresa tem 20 anos e visa formar gestores e líderes nas áreas de produção, desenvolvimento, administrativa e de negócios. Segundo o gerente de relação corporativas da companhia, Carlos Abdalla, os trainees são treinados em todas as áreas, “pois queremos profissionais com visão ampla da empresa e dos setores que atuamos”.

Duas opções na mesma empresa – Companhias como a ALL Logística já começam a oferecer tanto o programa voltado para gestor como também o técnico, nesse caso só para engenheiros. A coordenadora de recursos humanos da empresa Marcela Aidar, psicóloga que entrou como trainee em 2007, conta que a procura pelos dois é bastante alta. Em 2010, o trainee de gestão teve 20 mil inscritos e o técnico 6 mil candidatos, e o número de vagas era de 40 para cada um deles. Na ALL, segundo ela, a necessidade de formar profissionais para a área ferroviária levou a empresa a fazer parcerias com faculdades para fornecer uma especialização aos engenheiros recém formados. Outros exemplos de empresas que fornecem as duas opções são a cervejaria Ambev, que tem também o Trainee Industrial, a mineradora Vale com uma opção para a área ferroviária, a espanhola Repsol do setor de petróleo, a Votorantim com uma alternativa só para engenheiros e a companhia de telefone Oi, com seu programa Geração Trainee Expert.

Veja cinco características básicas de cada tipo de trainee mais oferecidos pelas empresas:

Trainees de gestão

- Visam formar profissionais para cargos executivos (gerentes e diretores), muitos assumem esses postos em cerca de cinco anos.

- Voltados para recém-formados de carreiras técnicas, como engenharia, administrativas, como contabilidade e economia, e comerciais, como marketing.

- Participantes fazem treinamentos nos principais setores da empresa para terem uma visão global da companhia.

- Trainees desenvolvem projetos para aumentar o desempenho de setores da empresa.

Costumam ser os mais concorridos por possibilitarem a participação de um número maior de candidatos.

Trainees técnicos

- Grande parte deles é voltada para graduados em engenharia e nas carreiras de tecnologia, mas há também, com menos oferta, para médicos, agrônomos e jornalistas.

- Em muitos casos visam aperfeiçoar o conhecimento técnico para atuação em uma determinada área, como ferrovia, petróleo, mineração.

- Ampliam o ensino da carreira com informações sobre gestão de pessoas, acompanhamento de contratos, contato com fornecimento e gerenciamento de suprimentos, por exemplo.

- Fornecem treinamento para atuação específica daquela empresa, como para procedimentos técnicos adotados.

- Mais voltados para quem deseja crescer na empresa em um determinado setor de especialização.

Gostou das postagens? Que tal compartilhar? Indique!
Clique acima e compartilhe por e-mail, Twitter, Facebook...