Saiba o que fazer com cartões que chegam, mas não foram solicitados


Você já recebeu pelos Correios um cartão de crédito que não pediu? As reclamações são muitas em todo o Brasil.

O Sindicato dos Bancários diz que esta é uma estratégia comum das operadoras de cartão de crédito. “Eles mandam uma grande quantidade de cartões para as pessoas e, se eles conseguirem algum percentual desses cartões ativados, já compensaria esse tipo de prática, embora seja uma prática abusiva", explica Gustavo Machado Tabatinga Jr., diretor do Sindicato dos Bancários em Fortaleza.
O Código de Defesa do Consumidor não permite o envio ou entrega de qualquer produto sem solicitação prévia do consumidor. A dúvida é o que fazer ao receber o cartão que não foi pedido.
“Eu devolvi. Mandei de volta para banco", contou uma senhora. "Como eu não tinha pedido eu cortei o cartão, liguei para empresa e cancelei", conta a servidora pública Soarya Gericó Alves Gaspar.
Algumas entidades de defesa do consumidor aconselham a tirar uma cópia do cartão, destruí-lo e enviar uma carta à administradora informando que não tem interesse. Mas, se preferir, o consumidor pode simplesmente guardar o cartão com o cuidado de não desbloqueá-lo para se prevenir de uma futura cobrança.
"Se houver qualquer cobrança referente à anuidade ou qualquer outra taxa devido ao envio daquele cartão, ele deve imediatamente se dirigir a um órgão de defesa do consumidor levando o cartão, de preferência com aquela tarja de bloqueio, e demonstrar, através da fatura, que ela se refere àquele cartão que não foi utilizado", afirma João Ricardo Vieira, secretário da Defesa do Consumidor de Fortaleza.
A secretária Liduina Maria Rabelo Alves ainda guarda cartões bloqueados que recebeu sem pedir. Tem uma pequena coleção deles. Mas, cuidadosa com as despesas, nem pensa em utilizá-los. "É aquela história do ‘Se colar, colou’. Tem gente que manda, de repente você pega um cartão desse e usa. Às vezes não está nem precisando, mas está lá. Tem gente que vai e usa", aponta.
Gostou das postagens? Que tal compartilhar? Indique!
Clique acima e compartilhe por e-mail, Twitter, Facebook...