Carros 'hiperesportivos' roubam a cena no Salão de Genebra


Koenigsegg Agera e Bugatti Veyron passam dos 1.000 cv de potência.
Veículos têm inspiração na Fórmula 1 e até em desenho animado.


Monocoque em fibra de carbono, asa traseira para melhorar a pressão aerodinâmica e pneus especiais. Os superesportivos expostos no Salão de Genebra, que chega ao segundo dia nesta quarta-feira (2), lembram um carro de Fórmula 1 em muitos aspectos, além da velocidade final, que pode chegar perto de 400 km/h. Mesmo num evento marcado pelos carros “verdes”, com o mínimo de emissão de carbono possível, os velozes continuam roubando a atenção dos presentes.
Um exemplo proeminente dessa turma é o Agera R, da sueca Koenigsegg. O carro foi batizado de “Speed Racer” e ganhou uma pintura que lembra o “Mach 5” do desenho animado, com a devida permissão de seus criadores, claro. “O modelo tem inspiração da Fórmula 1 por alguns conceitos que empregamos para melhorar a performance. Mas também tem elementos de desenho animado e mesmo de um brinquedo como o Lego, pela forma de trabalharmos com diferentes módulos”, explicou o fundador da marca, Christian von Koenigsegg.
koenigsegg agera (Foto: Reuters)Novo Koenigsegg mistura elementos de F-1 com desenho animado, diz montadora
O carro tem um teto que pode ser retirado, portanto, o Agera R pode ser tanto um cupê como um roadster conversível. E vem com um segundo teto especialmente desenvolvido com um bagageiro para aumentar sua capacidade para até 120 litros. O carro conta com um motor V8 que chega a 1.115 cavalos para empurrar um peso total de 1.330 kg. “Concorremos com o Bugatti Veyron em termos de potência e com o Pagani Huayra em termos de dirigibilidade”, aponta Koenigsegg.
As 'respostas' de Bugatti e Pagani
Os italianos da Pagani chegam com um novo modelo, o Huayra, para suceder o Zonda S Roadster, “abusando” de elementos leves de fibra de carbono. O motor é um V12 biturbo da Mercedes que gera 700 cv. Embora a potência não se compare aos de seus rivais no segmento, o Huayra aposta na performance com uma aerodinâmica arrojada, suspensão dianteira ativa e uma distância entre-eixos maior que a de seu antecessor. O consumo, segundo seus criadores, é de apenas 1 litro/10 km.
pagani huayra (Foto: AP/Reuters)Pagani Huayra
Na briga dos “hipercarros” com o Koenigsegg, o Veyron 16.4 Super Sport também passa dos 1.000 cavalos de potência, São 1.200 cv movimentando os 1.838 kg do superesportivo. Ele bateu o recorde mundial de velocidade no ano passado atingindo mais de 430 km/h numa pista de testes na Alemanha, mas a versão vendida ao público é limitada a 415 km/h, para proteger os pneus. Ali também há elementos que lembram um carro de F-1, como um câmbio de embreagem dupla e um difusor duplo para melhorar a aerodinâmica.
O modelo foi apresentado ao público brasileiro no Salão de São Paulo, no ano passado, mas nenhuma unidade foi vendida até o momento. “Temos três ou quatro potenciais compradores, mas ainda não há um negócio fechado”, informou o gerente de mercado das Américas, John Hill.
bugatti veyron (Foto: Reuters)Bugatti Veyron
Bruno Senna lembra 'responsabilidade'
Para o piloto Bruno Senna, que também esteve neste primeiro dia no Salão de, há uma explicação para a dificuldade de se encontrar clientes para estes carros no país. “Um carro desses é sensacional, mas você só vai poder explorar suas possibilidades colocando-o numa pista de corrida. Nas ruas, é preciso andar com responsabilidade”, afirmou. O Veyron é importado pela revendedora Bentley São Paulo, enquanto o Agera R e o Huayra são comercializados na Platinuss, também em São Paulo.

Nova Ferrari FF é exibida no Salão de Genebra

É o primeiro carro da marca a contar com tração nas quatro rodas.
Esportivo deve chegar ao Brasil em outubro, diz importadora.

A Ferrari revelou nesta terça-feira (1º) a nova FF (Ferrari Four), na abertura do Salão de Genebra. Ela é assim chamada por ser a primeira da marca a contar com tração nas quatro rodas.
A marca também abriu mão dos tradicionais esportivos de dois lugares para ter um carro mais “família”, com quatro assentos confortáveis e um porta malas de 450 litros, podendo ser estendido até 700 litros. "O maior do segmento", destacou o presidente da marca, Luca di Montezemolo, no lançamento.
 
A nova Ferrari FF ( Ferrari Four) é assim chamada por ser a primeira da marca a contar com tração nas quatro rodas. O carro é empurrado com o novo motor 6.3 V12, com injeção direta e 660 cv de potência a 8.000 rpm. Com o auxílio da transmissão de dupla em (Foto: AFP Photo)Nova Ferrari FF é estrela do Salão de Genebra
“É um momento histórico para a Ferrari", diz Montezemolo. O carro conta com o novo motor 6.3 V12, com injeção direta e 660 cv de potência a 8.000 rpm. Com o auxílio da transmissão de dupla embreagem utilizada em competições, o modelo acelera de 0 a 100 km/h em 3,7 segundos e alcança velocidade máxima de 335 km/h.
No Brasil
Segundo Francisco Longo, diretor da Via Itália, importadora oficial da Ferrari para o Brasil, a nova FF deve chegar ao país em outubro próximo. A estimativa é de vender cinco a seis unidades até dezembro, previsão que se repete para 2012, diz Longo.
ferarri ff (Foto: Reuters)Carro se diferencia por ter quatro lugares (Foto: Reuters)

ferrari ff (Foto: Reuters)FF conta com motor 6.3 V12 que gera 660 cv de potência
Gostou das postagens? Que tal compartilhar? Indique!
Clique acima e compartilhe por e-mail, Twitter, Facebook...